Banner DescubraBanner Geoprocessamento


Últimas Notícias

O embate continua

Redução das áreas de preservação em margens de rios ainda não foi resolvida para o novo Código Florestal

Nesta quarta-feira, dia 27, foi realizada reunião na Câmara dos Deputados, em Brasília, para discutir divergências no texto do Novo Código Florestal. Os principais pontos de discordância entre o relator do novo texto, Aldo Rebelo, e o Governo são a isenção de reposição de reserva legal para pequenas propriedades e a redução da área de preservação da mata ciliar nas margens de rios (de 30 para 15 metros). Apesar de não ter havido acordo sobre esses dois pontos, integrantes do Governo afirmam que 98% do texto já está definido. Na última segunda, dia 25, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e a Academia Brasileira de Ciências apresentaram estudos que afirmam que a redução da proteção das florestas às margens dos rios não tem sustentação científica. Outra reunião do grupo de trabalho sobre o Código está prevista para terça-feira, dia 03, quando serão finalizadas as alterações.

 Fontes: AMDA, Folha e Câmara dos Deputados




Por: Assessoria de comunicação

Publicado em: 27/04/2011